Você cria hábitos ou rituais?

Quando acontecimentos de grande impacto nos atingem, somos obrigados a colocar em cheque todos os nossos hábitos. Logo, muitos deles não sobrevivem a um momento como o da pandemia de Covid-19 que estamos passando, por exemplo. Repensamos algumas escolhas, mudamos outras de lugar e nada continuará da mesma forma. Acontece que, mesmo em magnitudes menores, hábitos são quebrados ao longo do tempo e, justamente por isso, é tão importante se questionar (não só agora) o que a sua marca representa para o seu público.


É sobre isso que Jasmine Bina fala em seu artigo no Medium (traduzido por Beatriz Guarezi aqui). Ela sustenta a ideia de que em fases difíceis muitos hábitos são deixados para trás, mas que os rituais podem sobreviver e que a maior parte dos hábitos envolve os produtos que compramos. "Hábitos tornam a vida mais fácil. Rituais tornam a vida mais significativa”.


Quantos dos produtos que são consumidos fazem parte de um comportamento repetitivo e automático? Será que o produto que você está oferecendo entra nesse grupo? Se você se apoia no marketing sustentável e consciente, provavelmente - e felizmente - está fora desse grupo. Esse caminho já é sobre tornar experiências mais significativas e, dessa forma, você já representa mudanças, instiga reflexões e pensamentos para além do contexto único do produto.



Vale dizer que mesmo que o seu produto seja utilitário ou casual, é possível ritualizar esse relacionamento. Isso pode ser feito por meio da criação de narrativas bem desenvolvidas e valores de marca éticos e, por que não, questionadores. Dito isso, pense nos hábitos como algo que proporciona tranquilidade e consistência e nos rituais como algo que representa mais do que o que simplesmente se vê.


Construindo pilares de significado


Encontramos no artigo de Jasmina, algumas afirmações interessantes sobre os rituais (estudados por Sasha Sagan, autora do livro “For Smass Creatures Such as We). São eles: 


1-Rituais nos ajudam a sentir a passagem do tempo e registrar as mudanças.

2-Rituais nos fornecem estabilidade, ordem e rotina em tempos caóticos.

3-Rituais nos ajudam a santificar e atribuir contexto a um momento.


Sabendo disso, o que pode ser feito para elevar a sua marca nesse sentido? A resposta está no que essas três afirmações tem em comum: criar benefícios emocionais.


O ritual por significação em dicionário é um "um conjunto de gestos, palavras e formalidades, geralmente imbuídos de um valor simbólico", que se repete de tempos em tempos. Logo, para criar rituais foque em criar uma rotina na experiência com o seu produto que se associe a algum significado, celebração ou a um mínimo senso de normalidade.


Também não deixe de oferecer contexto e faça os seus clientes se sentirem parte de um propósito maior. Signifique e marque momentos para também criar lembranças. No fim das contas, não há segredo para além do que já conhecemos sobre construir histórias, narrativas e significados. Mas, mesmo assim, é importante lembrar que criar essa experiência insere a sua marca em um grupo diferente de outras marcas e, o melhor, que é mais resistente aos impactos que não podemos controlar. Por isso, fica aqui a última dica: muito cuidado com as comparações.



55 visualizações

O que você tem em mente?

© 2020. Criado por Sue Coutinho.